FCO reduz o teto para financiamentos e amplia a base de beneficiados

Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 às 13:12 - Notícia

O Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro Oeste (CONDEL/Sudeco) promoveu em Brasília a sua 12ª reunião quando foram
tomadas várias decisões. A principal delas é a de que o teto para financiamentos será reduzido pela metade e a partir de agora será
adotada uma politica de priorização dos pequenos e médios produtores e empresários. As regiões que apresentam maior carência e com menor
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) também serão priorizadas. Dentre os participantes da reunião estiveram o Ministro do
Desenvolvimento Regional Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto e o governador do Mato Grosso do Sul Reinaldo Azambuja. O prefeito de
Caipônia, Caio Lima, integrante do CONDEL, também participou representando todos os municípios do Centro Oeste. Ele foi indicado
pela Associação Goiana de Municípios.

O FCO dispõe de um fundo de 8,5 bilhões para promover os financiamentos distribuídos na proporção de 10% para o Distrito
Federal, 33% para Goiás, 24% para o Mato Grosso do Sul e 33% para o Mato Grosso. Mas nem sempre todos os recursos são utilizados.

O prefeito Caio Lima destacou que a mudança na politica de destinação dos recursos é muito importante, pois vai prestigiar os produtores e
empresários de pequeno forte “os quais mais contribuem para o desenvolvimento regional, principalmente nas regiões consideradas mais
pobres. Em nada prejudicará os de grande porte pois existem recursos suficientes para todos”. Disse ainda que “é muito importante os
municípios terem direito a participação no conselho ao lado de governadores e representantes do Governo Federal, de igual para igual,
uma vez que os interesses dos prefeitos estarão garantidos”.

O conselho hoje é composto pelos governadores de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, um prefeito, um ministro e um
representante do Banco do Brasil que é a instituição financeira federal que administra o FCO.

Já o ministro Gustavo Canuto destacou a importância dos municípios também estarem representados no conselho e deu boas vindas ao prefeito
Caio Lima.

Uma das sugestões apresentadas pelo prefeito goiano, e bem aceita pelos demais integrantes, no sentido de minimizar um grave problema
enfrentado pelos municípios da Região Centro-Oeste refere-se à construção de pontes e mata-burros na zona rural. Normalmente esse
trabalho é demorado devido a exigência de realização de licitações e outros empecilhos burocráticos. O prefeito sugeriu a utilização de
recursos do FCO para financiar produtores rurais com pagamentos feitos com três anos de carência e financiamentos em dez anos





FOTO: Ministro do Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto e o refeito Caio Lima